Ut wisi luctus ullamcorper. Et ullamcorper sollicitudin elit odio consequat mauris, wisi velit tortor semper vel feugiat dui, ultricies lacus. Congue mattis luctus, quam orci mi semper

Uber se junta a Airbus para oferecer serviço de transporte com helicópteros

O Uber ficou famoso ao oferecer um serviço de transporte alternativo aos táxis, gerando muita polêmica e faturando bilhões de dólares ao redor do mundo. Pensando em expandir os seus negócios, a companhia prepara uma parceria com a alemã Airbus, passando a oferecer também transporte via helicópteros em algumas partes do mundo. O projeto será anunciado oficialmente nesta semana durante o Sundance Film Festival, realizado nos Estados Unidos. “É um projeto piloto, nós vamos ver aonde isso vai — mas é bastante animador”, comenta o presidente da Airbus, Tom Enders, em entrevista ao Wall Street Journal durante a conferência Digital Life Design. Não será a primeira vez que o Uber investe em veículos alternativos ao carro, pois a companhia já opera com riquexós (uma espécie de charrete movida por tração humana) na Índia e barcos na Turquia; de fato, não é nem a primeira vez que o Uber oferece serviços de transporte aéreo, o que aconteceu em forma de testes por meio do UberChopper, em 2013, quando era possível obter transporte entre Manhattan e Hamptons, em Nova York, nos EUA. No projeto em parceria com a Airbus, o Uber vai oferecer transporte nos helicópteros H125 e H130,  criado pela Airbus em conjunto com a Air Resources. Ao solicitar um veículo, um carro pega o cliente no local onde ele se encontra e o leva até um heliponto para que ele embarque no helicóptero, comentou um porta-voz da fabricante alemã. A novidade também significa um novo passo para a Airbus, que busca diversificar seus negócios, sendo ainda a primeira fabricante de aeronaves europeia a criar laços com alguma empresa do Vale do Silício. A baixa no mercado de venda de aeronaves fez a companhia sair à captura de clientes de helicópteros — daí a parceria como um serviço como o Uber ser algo estratégico para este novo nicho de mercado a ser explorado.

Fonte: The Wall Street Journal

 

Compartilhar:

7 CUIDADOS QUE VOCÊ DEVE TER COM SEU CELULAR

1.Evite levá-lo ao banheiro!

O banheiro é um local perigoso para os celulares. Quem não conhece alguém que já deixou o aparelho cair na privada?

Além desse perigo, a umidade que se concentra nos banheiros é certamente um fator de risco, que pode prejudicar a vida útil dos celulares

2. Cuidado com a poeira!

Além da umidade, outros grandes inimigos dos aparelhoes eletrônicos são as partículas de poeira e sujeira. Evite locais com grande concentração dessas substâncias e faça limpezas corriqueiras.  Pano úmido e espanador são ótimas dicas.

3. Limpe, mas com atenção!

O indicado para uma limpeza eficaz é utilizar um pano com um pouco de álcool.  Se tiver álcool com alta concentração (gradação de 70º), o chamado isopropílico é melhor. Imagine quantas bactérias, fungos e vírus seu smartphone não cruza ao longo do dia, sem que você perceba? Desinfecção nele!

4. Mantenha o aparelho longe de lugares quentes, ou frios!

Alerta total com temperaturas extremas. O ideal é que o aparelho seja operado em ambientes com temperatura entre 15ºC e 30ºC. Deixar o celular em locais muito frios ou muito quentes podem danificar a bateria do seu celular. Ou seja, não o esqueça dentro carro estacionado sob o sol nem sobre uma mesa com sol incidindo em cima, ok?

Quem usa o smartphone como GPS (por exemplo, com Waze ou Google Maps) pode usar prendedores que fixam o dispositivo bem na saída de ar-condicionado. Ótimo para evitar fritá-lo no trânsito

5. Bolso exclusivo para seu aparelho!

Para evitar riscos e outros danos, faça o esforço para dedicar um bolso da calça ou casaco apenas para transportar seu celular. Misturar a telinha LCD com as chaves de casa, por exemplo, é uma ótima pedida para riscá-lo.  Se você mora nas grandes cidades brasileiras, aliás, prefira o bolso da frente. Afinal, o seguro morreu de velho, não é?

6. Na praia, tome cuidados extras.

O verão está chegando. Época perigosa para aparelhos eletrônicos.

Sol, calor, areia, água e também maresia. Se você não consegue evitar e precisa levar seu celular para a praia, tente mantê-lo na sombra, protegido, se possível, por uma capinha. Há alguns acessórios que vedam totalmente o celular do contato com água e areia. Se você não consegue se separar do seu smartphone, é uma boa usar uma capinha ninja.

7. Atenção após praticar esportes!

Além do calor comum do verão, o suor é outro inimigo perigoso para a saúde do seu celular. Depois de praticar esportes, tenha o cuidado de secar as mãos antes de entrar em contato com seu celular. Além de sujá-lo, o smartphone fica “escorregadio” se molhado de suor. Daí para se espatifar no chão, é facinho.

Compartilhar:

DICAS PARA A BATERIA DO SEU CELULAR DURAR MAIS

Jogos mobile, gráficos avançados, GPS com atualização do trânsito em tempo real, processadores de múltiplos núcleos. A atual geração de smartphones nos permite realizar tantas operações e oferece desempenho tão alto que, seu ponto fraco, muitas vezes, acaba sendo a autonomia da bateria.

Se é ótimo poder chegar e-mails e mapas no smartphones, é terrível ficar sem bateria para realizar uma simples ligação. Para quem trabalha perto de uma fonte de energia, este problema talvez não seja tão grave. Mas e quando precisamos passar o dia na rua, sem uma tomada por perto?

Mesmos nos smartphones mais avançados, há ajustes na configuração que podem reduzir sensivelmente o consumo e aumentar significativamente a autonomia de seu dispositivo.

Veja as cinco atitudes mais eficientes para poupar energia no smartphone.

1 – Vai ficar longe da tomada e a energia está abaixo da metade? Desabilite funções como Wi-Fi, GPS e a conexão Bluetooth. As placas de conexão destas tecnologias consomem muita energia e, interromper seu uso temporariamente, pode mais que dobrar a autonomia de seu smartphone.

2 – Reduza o brilho da tela. Entre todos os componentes do dispositivo, a tela é o que consome maior energia. Em modo noturno, você pouca energia e ainda faz uso mais discreto do aparelho.

3 – Desative notificações de aplicativos. Se não for essencial, vale desabilitar as notificações de email, WhatsApp e outras aplicações. A cada vez que são disparadas, o celular vibra e emite um sinal sonoro, recursos que consomem energia. Isto não significa que você não poderá chegar seus apps, mas apenas que eles não vão mandar avisos a cada vez que uma nova mensagem chegar.

4 – Diminua o tempo de bloqueio automático da tela. Esta atitude simples faz o celular entrar em modo “descanso” logo após você deixar de manipulá-lo. Isto evita, por exemplo, que a tela continue acesa por muito tempo, mesmo após você colocá-lo no bolso.

5 – Feche os apps que ficam rodando em segundo plano. Muita gente não percebe, mas abre diversos aplicativos e nunca os fecha. O resultado é que, às vezes, vários apps ficam abertos e todos consumindo um pouco de energia. Vale deixar “aberto” apenas aqueles que, de fato, você estiver usando.

6 – Se estiver preocupado com o nível de bateria, evite usar algumas funções de alto consumo, como games de corrida, música no alto falante, flash para fotos ou a função lanterna, que usa as lâmpadas de LED do flash para iluminar o meio ambiente.

Se não quiser ter o trabalho de, manualmente, verificar cada um dos itens acima é possível usar apps de gestão de energia, que desligam funções de alto consumo quando estamos na rua e as religam automaticamente quando conectamos o celular a uma fonte de energia.

Um deles é o Du Battery Saver, totalmente gratuito e simples de usar. Du Battery só está disponível para smartphones Android. Veja os reviews de usuários no Google Play e saiba se este é o melhor app para te ajudar.

Além de bom para o usuário de smartphone, economizar energia também faz bem para o planeta.

Compartilhar: